O site da Lei da Atração para o Amor utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

Sentimentos Enterrados Vivos Nunca Morrem

Sentimentos Enterrados Vivos Nunca Morrem

Sentimentos Enterrados Vivos Nunca Morrem

Uma das causas da insatisfação pessoal refere-se a sentimentos enterrados vivos dentro de si.

muitos fazem uma reflexão sobre o que têm feito em suas vidas numa espécie de balanço anual.

Porém, poucos, eu diria raros, se vêem satisfeitos com suas vidas, muitos se deprimem por não ter alcançado os seus objetivos, não terem realizado o sonho de abrir um negócio, fazer uma grande viagem ou ser promovidos, por exemplo, e não terem cumprido metas como parar de fumar, emagrecer ou ser mais tolerante com as pessoas.

Mas, o que realmente impede ou impediu que essas pessoas realizassem seus desejos e sonhos? Qual é o fator que determina o êxito ou o fracasso em suas vidas?

Os sentimentos que armazenamos decorrentes de situações passadas desde a infância nos impedem ou nos impulsionam à determinadas atitudes, mantendo crenças limitadoras ou nos alavancando para além de nossos limites.

sentimento que move

São os sentimentos que nos movem em direção ao que queremos alcançar ou nos deixam estagnados exatamente onde estamos.

Sentimentos que insistimos em não enfrentar, ou seja, que não queremos sentir e, por isso os reprimimos é o verdadeiro “sepulcro caiado” mencionado por Cristo.

Lindo por fora, mas que esconde algo que está apodrecido por dentro.

Não reprima seus sentimentos, tenha coragem de aceitá-los e deixá-los ir embora.

Não os esconda de você mesmo, pois isso só o prejudica e o mantém em estagnação.

São esses “sentimentos enterrados vivos”, ou seja, sentimentos mal resolvidos que fomentam a maioria dos insucessos que experimentamos, seja na saúde ou na profissão, seja até mesmo no relacionamento.

ajuda profissional1

Não seja resignado com os seus sentimentos, pois também é uma forma de agravar os problemas, por isso muitas vezes é necessário procurar a ajuda de alguém habilitado o suficiente para fazê-lo encarar esses sentimentos, clareando a sua visão de mundo para que você vivencie exatamente tudo o que sempre quis.

Não pense que sofrimentos vivenciados no passado que nem sempre são lembrados, não influenciam a sua vida hoje.

Reflita sobre você e sua vida de hoje e veja se na sua história não está repetindo um padrão de comportamento de alguém como seu pai ou sua mãe?

Pensamento perdido

Veja se você hoje não tem o sucesso almejado porque na sua infância não ouvia muitas vezes as seguintes frases:

“esse menino (a) não faz nada direito!”; “do jeito que é preguiçoso (a), não vai conseguir nada na vida!”; ou ainda, se você cresceu ouvindo as frases: “trabalhar muito para ganhar muito pouco, a vida é injusta!”;

“trabalhar é muito difícil e árduo”; ou ainda “é preciso sacrifício para se ter muito dinheiro”; “dinheiro não traz felicidade”.

São frases comuns e carregadas de sentimentos fracassados que geram e criam padrões de dificuldades em diversos setores da vida.

Resultado de “sentimentos enterrados vivos que não morreram”. Imaginem a quantidade de pessoas talentosas que se encontram inertes por não conseguirem realizar seus objetivos, como se existisse algo que as tivessem impedindo de fazê-los.

Se você se esforça ao máximo para realizar seus objetivos e se sente muito cansado por não conseguir realizá-los, pare e reflita agora.

Quais os sentimentos mais íntimos que você evita encarar?

Observe-os, sinta-os e os deixe passar, solte-os de dentro de você, mas nunca os enterrem no seu coração, pois essa é a fonte de toda a sua dificuldade.

Se não conseguir sozinho busque ajuda, mas não deixe sua vida escoar para o insucesso, deixe-a fluir naturalmente para a felicidade.

Liberdade em sentir

A felicidade faz parte da sua natureza, por isso dizemos “quero ser feliz” e não “quero me sentir feliz”.

Na primeira frase, a mais utilizada, a felicidade faz parte naturalmente do ser, é como uma só unidade na nossa asseidade.

Na segunda frase, menos proferida, a felicidade tem o sentido de algo a ser ainda experimentado, não faz parte de nós, deve ser buscado.

Portanto, a felicidade faz parte de você, por isso, clareie o céu da sua vida, dispersando as nuvens negras de sentimentos antigos e se permita experimentar o direito a escolher o que sentir.

“Sentimentos enterrados vivos nunca morrem” Karol Truman

Tenha bons sentimentos!!!

Alessandra França

Viste a nossa página no Facebook: Lei da atração para o Amor

Envie seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE